Ajuste significativo do Bitcoin: dificuldade de mineração atinge o mínimo de 18 meses

0
37

A dificuldade de mineração de Bitcoin sofreu uma diminuição significativa, a maior queda observada nos últimos 18 meses. Essa mudança está diretamente ligada às flutuações na taxa de hash da rede, que caiu abaixo de 600 EH/s após o recente evento de redução pela metade.

O ajuste, que marca uma queda de 5,7% na dificuldade de mineração, reduz o nível para 83,1 trilhões, segundo dados da Bitbo.

Gráfico histórico de dificuldades de mineração de Bitcoin. | Fonte: Bitbo

Este ajuste mais substancial desde dezembro de 2022 reflete mudanças mais amplas no cenário de mineração de Bitcoin. Naquela época, o preço do Bitcoin oscilava em torno de US$ 17.000, contrastando fortemente com os níveis atuais.

Notavelmente, a dificuldade de mineração, uma métrica que determina o quão desafiador é encontrar um novo bloco, ajusta-se aproximadamente a cada duas semanas, ou a cada 2016 blocos. Este sistema garante que a descoberta de blocos permaneça consistente a cada 10 minutos, independentemente do número de mineradores.

Leitura Relacionada

Impacto nas mineradoras e na dinâmica do mercado

O recente declínio na dificuldade de mineração ocorreu após uma queda de 10% na taxa de hash da rede, de uma média móvel de sete dias de 639,58 EH/s para 581,74 EH/s.

Taxa de hash da rede Bitcoin 7DMA.
Taxa de hash da rede Bitcoin 7DMA. | Fonte: Índice Hashrate

Essa diminuição na taxa de hash levou a tempos médios de bloqueio mais longos, de cerca de 10 minutos e 36 segundos, acima dos 10 minutos padrão, antes que a dificuldade fosse ajustada para baixo na altura do bloco 842.688.

A taxa de hash reduzida também contribuiu para uma nova baixa no preço do hash, que caiu para cerca de US$ 0,049 por TH/s por dia.

Índice Bitcoin Hashprice.  |
Índice Bitcoin Hashprice. | Fonte: Índice Hashrate

Este declínio afeta a lucratividade dos mineradores, já que o preço do hash, um termo introduzido pela empresa de mineração de Bitcoin Luxor, representa os ganhos que um minerador pode esperar por unidade de poder de hash por dia.

No entanto, o ajuste de dificuldade negativo de hoje pode proporcionar algum alívio para os mineradores, tornando mais fácil a mineração de blocos do que nas duas semanas anteriores.

Reações do mercado Bitcoin e tendências de investimento

Os ajustes na dificuldade de mineração e na taxa de hash ocorrem quando o preço do Bitcoin também mostra sinais de volatilidade. Depois de atingir um pico acima de US$ 73.000 em março, o preço caiu 16% e agora está sendo negociado em torno de US$ 61.376.

Gráfico de preços do Bitcoin (BTC) no TradingView
O preço do BTC está se movendo lateralmente no gráfico de 4 horas. Fonte: BTC/USDT em TradingView.com

Este declínio reflete a tendência mais ampla da dificuldade de mineração, sugerindo uma possível correlação entre estas métricas.

Leitura Relacionada

Além disso, o mercado observou atividade moderada nos fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin à vista. Os dados do Soso Value indicam entradas ou saídas líquidas mínimas, com o Bitwise Bitcoin ETF sendo o único emissor que registrou entradas ontem.

Esta tendência pode significar um interesse cada vez menor nos investimentos em Bitcoin ou uma mudança na estratégia dos investidores após os recentes ajustes de preços e mineração.

Imagem de destaque do Unsplash, gráfico do TradingView

Fonte: www.newsbtc.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here