Union Labs se integrará com AggLayer apoiado por Polygon para aprimorar a interoperabilidade Web3

0
41

A integração entre o Union Labs e a Aggregation Layer irá desbloquear maior liquidez Web3 entre as cadeias Polygon e Cosmos.

Union Labs, um projeto Web3 construído no ecossistema Cosmos para permitir infraestrutura hipereficiente de conhecimento zero (ZK) para aplicativos de mensagens em geral, anunciou planos de integração com a camada de agregação apoiada pelo Polygon Labs, alias AggLayer, que visa unificar a natureza do desfragmentador dos blockchains. De acordo com o anúncio, a integração entre a rede Union e AggLayer aumentará significativamente a liquidez e a interoperabilidade entre as cadeias baseadas no Polygon e as cadeias centradas no Cosmos.

Além disso, a rede da União utiliza criptografia ZK avançada para garantir um protocolo de comunicação inter-blockchain (IBC) rápido e seguro. De acordo com Karel Kubat, fundador do Union Labs, a integração de ambas as redes é monumental para abordar a natureza isolada da tecnologia blockchain, ao mesmo tempo que mantém a soberania.

O AggLayer foi lançado no início deste ano pela equipe Polygon para integrar provas ZK de todas as cadeias conectadas. Como resultado, o AggLayer garante segurança para transações entre cadeias que são quase instantâneas. O AggLayer já se conectou com várias cadeias, incluindo X Layer apoiada por OKX, Polygon zkEVM e Astar zkEVM, entre outras em pipeline.

“Este é um grande passo para Union, Cosmos, o ecossistema Polygon e o AggLayer como um todo. A integração do Union com o AggLayer irá desbloquear mais do que apenas transações; é outra oportunidade para os desenvolvedores construírem através de redes, explorarem usuários agregados e desenvolverem uma experiência de usuário perfeita”, observou o anúncio.

A integração entre a rede Union e a AggLayer é uma situação vantajosa para todos, pois a experiência geral será uma interoperabilidade perfeita entre diferentes cadeias. Além disso, a rede Union colabora estreitamente com a Celestia (TIA), uma rede modular de disponibilidade de dados, que doravante estará conectada ao AggLayer.

Imagem de mercado sobre Union Labs e integração AggLayer

O ecossistema Web3 cresceu para uma indústria de trilhões de dólares, pois promete integrar os sem bancos e revolucionar o setor financeiro. No entanto, o ecossistema Web3 continua em grande parte desintegrado e é complicado e arriscado transferir ativos de uma cadeia para outra através de diferentes pontes habilitadas por contratos inteligentes.

Além disso, bilhões de dólares foram perdidos nos últimos anos através de pontes entre cadeias mal projetadas e, na maioria das vezes, os usuários ficam arrasados.

No entanto, a Polygon Network está comprometida em garantir conectividade Web3 segura e contínua, especialmente protocolos DeFi no ecossistema Ethereum. Notavelmente, a rede Polygon é uma solução de escalonamento de camada dois de primeira linha no ecossistema Ethereum, com um valor total bloqueado (TVL) de cerca de US$ 887 milhões e uma capitalização de mercado de stablecoins de cerca de US$ 1,58 bilhão.

A integração da rede Union e do AggLayer acabará por ajudar na adoção em massa do token MATIC, o token nativo usado no ecossistema Polygon. A partir deste relatório, o preço do MATIC é negociado em torno de 68 centavos, queda de 21% nos últimos sete dias após a liquidação da criptografia liderada pelo Bitcoin.

Além disso, a integração da rede AggLayer e Union ajudará a rede Polygon a permanecer competitiva entre outras soluções de escalonamento da camada dois.

próximo

Notícias Blockchain, Notícias sobre criptomoedas, Notícias

Fonte: www.coinspeaker.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here