Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog GDH Press.

A privacidade na internet sempre foi um assunto muito discutido, O tema passou a ser ainda mais relevante desde que a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) entrou em vigor.

As políticas de privacidade de algumas redes sociais causam controvérsias e, muitas vezes, deixam os usuários em situações delicadas. Com o uso cada vez mais frequente dessas redes, informações pessoais são compartilhadas e podem ficar expostas se houver alguma quebra de segurança.

Você deve estar se perguntando: mas como é possível garantir a privacidade e proteger meus dados nas redes sociais? Continue lendo e confira mais informações sobre como funcionam as políticas de privacidade, para que servem e como evitar que seus dados sejam expostos. Acompanhe!

Para que serve a política de privacidade?

Este documento serve para informar ao usuário do site ou app em questão quais dados estão sendo coletados e o mais importante: o que será feito com esses dados.

Apesar de ser um documento muito importante, a grande maioria dos usuários ignora a política de privacidade e os termos e condições de uso ao baixar um app novo ou visitar um site. Por isso, algumas vezes acontecem casos polêmicos envolvendo vazamento de informações ou até mesmo vendas de dados dos usuários.  Veja alguns exemplos a seguir.

Alguns casos de falhas

Principal rede social da atualidade, o Facebook já esteve envolvido em algumas polêmicas sobre dados, como o caso em que a Cambridge Analytica obteve ilegalmente informações sobre os perfis de mais de 50 milhões de usuários da rede social.

Em 2013, o Instagram também foi alvo de críticas quando passou a comercializar imagens de usuários sem autorização, o que gerou muita revolta por parte da comunidade desta rede social.

Pessoa entrando em redes sociais via tablet.

O que muda com a Lei LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que passou a vigorar no Brasil em 2020, tem como objetivo limitar a quantidade de dados disponíveis para empresas, liberando o acesso apenas a informações necessárias para preservar a privacidade do usuário.

Com esta nova lei, antes de ter acesso aos dados fornecidos por um usuário, a empresa precisa da permissão do mesmo.

O que fazer para se proteger?

Existem formas simples de evitar problemas com o vazamento de dados nas redes sociais, como criar senhas fortes, evitar troca de mensagens muito íntimas, sempre ler os termos e condições quando baixar um app/acessar um site novo.

Além disso, certifique-se de contar com a proteção do melhor antivírus Windows para seu computador.

Seja como for, as políticas de privacidade e a LGPD são ferramentas muito importantes para conhecer antes de compartilhar seus dados nas redes sociais.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e comente conosco quais ações você toma para prevenir o vazamento de informações nas redes!

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta