O Sistema de Nomes de Domínio (DNS) é uma das fundações da Internet, mas a maioria das pessoas fora da rede provavelmente não percebe que o usa todos os dias para realizar seus trabalhos, verificar seus e-mails ou perder tempo em seus smartphones.

Basicamente, o DNS é um diretório de nomes que combinam com números. Os números, neste caso, são endereços IP, que os computadores usam para se comunicar uns com os outros. A maioria das descrições do DNS usa a analogia de um catálogo telefônico, o que é bom para pessoas com mais de 30 anos que sabem o que é um catálogo telefônico.

Se você tem menos de 30 anos, pense no DNS como a lista de contatos do seu smartphone, que corresponde ao nome das pessoas com seus números de telefone e endereços de e-mail. Em seguida, multiplique essa lista de contatos por todos os outros no planeta.

Quando a internet era muito, muito pequena, era mais fácil para as pessoas corresponder endereços IP específicos com computadores específicos, mas isso não durou muito tempo, pois mais dispositivos e pessoas aderiram à crescente rede. Além de criar um diretório para todos esses dispositivos, foram usadas palavras para permitir que as pessoas se conectassem a sites diferentes; para a maioria das pessoas, lembrar de palavras é mais fácil do que lembrar conjuntos específicos de números. Ainda é possível digitar um endereço IP específico em um navegador para acessar um site.

Como funcionam os servidores DNS

O diretório DNS que combina o nome com os números não está localizado em um único lugar em algum canto escuro da Internet. Como a própria Internet, o diretório é distribuído em todo o mundo, armazenado em servidores de nomes de domínio, que se comunicam entre si regularmente para fornecer atualizações e redundâncias. Com mais de 332 milhões de nomes de domínio listados no final de 2017 , um único diretório seria realmente muito grande.

Cada site nomeado pode corresponder a mais de um endereço IP. De fato, alguns sites têm centenas ou mais endereços IP que correspondem a um único nome de domínio. Por exemplo, o servidor que seu computador acessa para www.google.com.br provavelmente é completamente diferente do servidor que alguém em outro país alcançaria digitando o mesmo nome de site em seu navegador.

Outro motivo para a natureza distribuída do diretório é a quantidade de tempo que levaria para você obter uma resposta quando estivesse procurando um site se houvesse apenas um local para o diretório, compartilhado entre os milhões, provavelmente bilhões, de pessoas também procurando informações ao mesmo tempo. Essa é uma longa fila para usar o catálogo telefônico.

Em vez disso, as informações do DNS são compartilhadas entre muitos servidores, mas também são armazenadas em cache localmente em computadores clientes. É provável que você use o google.com várias vezes ao dia. Em vez de seu computador consultar o servidor de nomes DNS para o endereço IP do google.com todas as vezes, essas informações são salvas no seu computador para que ele não tenha que acessar um servidor DNS para resolver o nome com seu endereço IP. Cache adicional pode ocorrer nos roteadores usados ​​para conectar clientes à Internet, bem como nos servidores do provedor de serviços de Internet (ISP) do usuário. Com tanto caching acontecendo, o número de consultas que realmente chegam aos servidores de nomes DNS é muito menor do que parece.

Servidores DNS Grátis

Google

O serviço de resolução de nomes do Google é bem simples e não oferece nenhum recurso extra além de traduzir domínios para endereços IP. Para usar o Google Public DNS, configure seu computador ou roteador com os seguintes endereços:

Servidor primário: 8.8.8.8;
Servidor secundário: 8.8.4.4.
Caso você tenha suporte a IPv6, esses são os endereços:

Servidor primário: 2001:4860:4860::8888;
Servidor secundário: 2001:4860:4860::8844.

OpenDNS

Você certamente já deve ter ouvido falar deste que é um dos mais populares serviços DNS disponíveis hoje. Possui servidores espalhados por todo o globo, incluindo América do Norte, Europa e Ásia. Infelizmente, ainda não conta com servidores na América do Sul, mas oferece recursos extras de segurança como proteção contra sites falsos e sistema de proteção parental.

Para usar o OpenDNS, configure seu computador ou roteador com os seguintes endereços:

Servidor primário: 208.67.222.222;
Servidor secundário: 208.67.220.220.

GigaDNS

O GigaDNS é um serviço básico de resolução de nomes de domínio, mantido no Brasil. É da mesma empresa por trás do serviço de hospedagem KingHost e seus servidores encontram-se no Rio Grande do Sul.

Para usar o serviço, configure seu computador ou roteador com os seguintes endereços:

Servidor primário: 189.38.95.95;
Servidor secundário: 189.38.95.96.
Caso sua rede tenha suporte a IPv6, esses são os endereços:

Servidor primário: 2804:10:10::10;
Servidor secundário: 2804:10:10::20.

Level 3

A Level 3 é uma empresa gigantesca que fornece serviços de conectividade para milhares de outras empresas ao redor do mundo. Aqui no Brasil, por exemplo, a GVTa utiliza para conectar seus clientes ao mundo. Ela cuida da infraestrutura do Google Public DNS, mas tem seu próprio serviço. Você pode usar uma combinação dos seguintes endereços:

Servidor principal primário: 209.244.0.3;
Servidor principal secundário: 209.244.0.4;
Servidor alternativo: 4.2.2.1;
Servidor alternativo: 4.2.2.2;
Servidor alternativo: 4.2.2.3;
Servidor alternativo: 4.2.2.4;
Servidor alternativo: 4.2.2.5;
Servidor alternativo: 4.2.2.6.
Todos eles respondem a partir dos Estados Unidos.

DNS Benchmark

Com o DNS Benchmark, um programinha bem pequeno e útil para Windows, você será capaz de mensurar qual o melhor servidor DNS para sua região. Ele pode simplesmente ver qual o melhor e mais rápido servidor a partir de uma lista pré definida, na qual novos servidores podem ser adicionados ou removidos manualmente. Também é possível, se você tiver paciência de esperar cerca de meia hora, testar uma lista com quase 5000 servidores para descobrir qual o melhor e mais rápido para sua região.

Essa lista gigantesca conta com diversos servidores brasileiros, mantidos por empresas como Terra e UOL. Ao final do teste, uma lista com os 50 melhores finalistas será gerada e a partir dessa você poderá realizar um novo teste rápido para descobrir qual o melhor servidor. Uma vez feito o teste longo de 30 minutos, você só vai precisar repeti-lo se mudar de endereço ou provedor de internet.

Ao final do teste, configure seu computador ou roteador para usar os primeiros endereços da lista e navegue com a melhor opção disponível para você.

Pronto! Usando as dicas acima, você estará usando os melhores servidores DNS disponíveis atualmente e poderá descobrir qual o melhor para sua região. Usar um servidor o mais próximo possível da sua localização ajuda a deixar sua navegação mais rápida. Cansado dos servidores ruins do seu provedor? Mude agora mesmo e veja a diferença.

O que é DNS? Servidores Grátis para você Acelerar a Navegação
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta