O CEO da Apple, Tim Cook, sugere anúncio de IA ‘ainda este ano’

0
137

Embora a Apple ainda não tenha anunciado nenhum trabalho em um modelo de geração de IA, ela tem usado tecnologia de aprendizado de máquina em seus chips e software para recursos como reconhecimento de imagem.

A Apple pode fazer um anúncio relacionado à IA ainda este ano, de acordo com comentários feitos pelo CEO da empresa, Tim Cook. Isso ocorreu durante uma ligação com analistas após o relatório de lucros fiscais do primeiro trimestre da empresa na quinta-feira.

Cook afirmou que a empresa continuará investindo em tecnologias que moldarão o futuro.

“Isso inclui inteligência artificial, onde continuamos a gastar uma enorme quantidade de tempo e esforço, e estamos entusiasmados em compartilhar os detalhes do nosso trabalho contínuo nesse espaço ainda este ano”, disse ele, abstendo-se de dar mais detalhes sobre o titã da tecnologia. Planos de IA. “Deixe-me apenas dizer que acho que há uma grande oportunidade para a Apple com IA generativa e com IA, sem entrar em muitos mais detalhes ou me antecipar.”

Isso vem na esteira de relatos de que a próxima versão do software do iPhone – iOS 18 – prevista para ser anunciada ainda este ano, pode ser uma das maiores atualizações do sistema operacional até agora.

Após o sucesso do ChatGPT da OpenAI, gigantes da tecnologia como Microsoft, Google e Amazon aderiram ao movimento da IA ​​generativa, começando a trabalhar em modelos de IA generativa. Ainda esta semana, a Samsung, rival da Apple, lançou sua série Galaxy S24 com recursos generativos de IA, como tradução, transcrição e edição de fotos.

Embora a Apple ainda não tenha anunciado nenhum trabalho em um modelo de geração de IA, ela tem usado tecnologia de aprendizado de máquina em seus chips e software para recursos como reconhecimento de imagem.

Em sua Conferência Mundial de Desenvolvedores anual do ano passado, a empresa anunciou uma atualização do teclado do iPhone que incorporou um modelo de linguagem baseado em transformador, semelhante à tecnologia por trás do GPT, para recursos de autocorreção mais inteligentes.

Entretanto, as receitas e os lucros da Apple superaram as estimativas dos analistas, apesar de um declínio de 13% na China, um dos seus mercados mais importantes. A empresa reportou receita trimestral de US$ 119,6 bilhões, um aumento de 2% em relação ao mesmo período do ano passado, e lucro trimestral por ação diluída de US$ 2,18, um aumento de 16% ano a ano.

A Apple também reportou uma margem bruta de quase 46% no trimestre de dezembro, representando uma tendência ascendente contínua. O lucro líquido da empresa também aumentou 13% ano a ano, atingindo US$ 33,92 bilhões.

O número de dispositivos ativos da empresa aumentou de 2 bilhões na mesma época do ano anterior para 2,2 bilhões em 2023.

“Temos o prazer de anunciar que a nossa base instalada de dispositivos ativos já ultrapassou os 2,2 mil milhões, atingindo um máximo histórico em todos os produtos e segmentos geográficos. […] Estamos comprometidos como sempre com a busca por inovações revolucionárias – em linha com nossos valores e em nome de nossos clientes”, afirmou Cook.

Além disso, o conselho de administração da Apple aprovou um dividendo em dinheiro de US$ 0,24 por ação, “pagável em 15 de fevereiro de 2024, aos acionistas registrados no fechamento dos negócios em 12 de fevereiro de 2024”.

próximo

Inteligência Artificial, Notícias, Notícias de Tecnologia

Fonte: www.coinspeaker.com

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta