MetaComp faz parceria com HGI para aprimorar a negociação de Crypto ETF e a acessibilidade global

0
46

A parceria está centrada em disponibilizar o ETF crypto spot da HGI, aproveitando a Client Asset Management Platform (CAMP) da MetaComp.

MetaComp, uma plataforma de ativos digitais com sede em Cingapura, anunciou uma parceria com a Harvest Global Investments Limited (HGI), uma empresa de gestão de ativos com sede em Hong Kong. A colaboração entre estas duas organizações visa melhorar a acessibilidade e o comércio global dos seus fundos negociados em bolsa (ETFs) de criptomoedas.

A parceria está centrada em disponibilizar o ETF crypto spot da HGI, aproveitando a Client Asset Management Platform (CAMP) da MetaComp. Esta iniciativa expande a presença global dos HGIs e permite à MetaComp melhorar o seu portfólio de soluções patrimoniais.

A colaboração também resultará na integração de diversas características de ambas as partes pelas empresas. A HGI integrará suas diversas soluções de gestão de ativos nas ofertas de serviços da MetaComp. Da mesma forma, a MetaComp concederá ao seu novo parceiro acesso ao seu conjunto de serviços de Token de Pagamento Digital.

Ao elogiar a parceria, o Dr. Bo Bai, presidente e cofundador da MetaComp, revelou que sua empresa está comprometida em servir como uma ponte entre as finanças tradicionais e as criptomoedas; ele expressou ainda confiança de que a parceria será mutuamente benéfica. Além disso, ele acreditava que as duas empresas proporcionariam um valor excepcional aos seus clientes e ao mercado.

Esta colaboração permitirá ainda mais que a MetaComps aproveite a experiência da HGI para melhorar as suas capacidades de serviço e alcance de mercado. O objetivo da parceria não é apenas atender aos clientes existentes, mas também chamar a atenção de um novo conjunto de clientes que buscam soluções financeiras avançadas nos setores de finanças tradicionais e de criptografia. Assim, ambas as organizações aproveitarão a sua força para oferecer serviços financeiros inovadores e abrangentes a uma gama mais ampla de clientes, posicionando-se assim como líderes.

Cenário regulatório: a abordagem cautelosa de Cingapura em relação à criptografia

Embora esta parceria possa ser uma notícia positiva no setor criptográfico, a Autoridade Monetária de Singapura (MAS), a autoridade reguladora financeira do país, adotou uma abordagem mais cautelosa em relação à criptomoeda. Recentemente, a comissão emitiu medidas regulatórias para a sua Lei de Serviços de Pagamento; estas alterações implicam uma regulamentação rigorosa sobre diversas atividades relacionadas com transações de pagamento digital (DPT), tais como serviços de custódia, transmissões de contas e transferências transfronteiriças de dinheiro. Este regulamento é a autoridade do país em acolher a inovação no espaço dos ativos digitais, pois traz uma salvaguarda ao ativo digital.

Hong Kong, um país asiático, adotou uma abordagem mais ativa em relação à criptomoeda ao aprovar a emissão de ETFs Spot Bitcoin e Ethereum. Esta aprovação levará diversas empresas financeiras a lançarem seus fundos negociados em bolsa, permitindo aos investidores adquirir ações utilizando BTC e ETH. Existe a possibilidade de mais parcerias entre empresas sediadas em Hong Kong e outros países que buscam investir em cripto ETFs.

Com a expectativa de que as negociações de ETFs comecem em Hong Kong em 30 de abril, há otimismo entre os investidores em criptografia de que esse novo influxo de traders nas negociações de BTC e ETH afetará as moedas positivamente. No entanto, alguns analistas previram que o sucesso do ETF de Hong Kong depende em grande parte de melhorias infra-estruturais e da concorrência de outros mercados asiáticos que lançam produtos semelhantes.

próximo

Fundos e ETFs, Notícias de Mercado, Notícias

Fonte: www.coinspeaker.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here