Em 16 de junho de 1911 foi criada a Computing-Tabulating-Recording Company (CTR), uma companhia da área de tecnologia que resultou da fusão de três empresas. Por esta razão, a CTR começou a operar com mais de 1000 funcionários e diversos escritórios e fábricas, especializada em cartões perfurados.

O sistema de cartões perfurados da Tabulating Machine Company já havia sido usado pelo governo dos EUA no senso de 1890.

Mas foi em 1935 que o país adotou oficialmente as máquinas da IBM para processar a quantidade enorme de dados gerados pela implantação do sistema de Seguridade Social.

Passando até pela 2 grande guerra…

A empresa, que mudou o nome para International Business Machines Corporation (IBM) em 1924 fabricava máquinas de vários tipos, incluindo balanças comerciais e sistemas de cálculo com base em cartões perfurados.

Mas a IBM tornou-se mais conhecida do grande público quando criou e lançou o PC (Personal Computer) em 1981, uma plataforma de hardware aberta, que podia ser fabricada por outras marcas (PC Compatible) e com um sistema operativo independente da máquina.

Embora ainda nos anos da Segunda Guerra Mundial, a IBM começou o desenvolvimento do seu primeiro computador. O Mark 1, foi codesenvolvido com a Universidade de Harvard e foi usado pela marinha dos EUA para calcular a trajetória de projéteis.

Segundo dados da Wikipedia, a IBM atualmente conta com mais de 400 mil funcionários espalhados pelo mundo. No ano passado a empresa conseguiu, pelo 18º ano consecutivo, liderar o top do registo de patentes nos Estados Unidos (5896 patentes registadas em 2010).

Voltando um pouco na história mais precisamente no ano ano de 1952, Thomas J. Watson chega à presidência da empresa.

Muitos chamam esse tempo dos “anos de ouro” da Big Blue, sua transformação em uma companhia moderna e competitiva.

Foi em 1956 que o mundo conheceu seu primeiro HD, o RAMAC. Ele fazia parte do gigantesco computador 305 RAMAC. Nos anos 60, a IBM comemora a grande penetração dos computadores no mundo. Eram 20 mil unidades, o que em números atuais não quer dizer muita coisa.

Mas foi em 1980, que a IBM e a Microsoft assinaram um acordo histórico para usar o sistema operacional MS-DOS nos computadores produzidos pela empresa. Em 1981 era lançado o Personal Computer 5150. Ele tinha 16kb de memória RAM e 40Kb de armazenamento.

Era o início da revolução dos PCs. Em 1985, clones do PC começam a dominar o mercado. A Big Blue começa a perder terreno no mercado doméstico.

Muita coisa mudou desde o início, outras não: 1969 – Os laborátórios da IBM desenvolveram a tarja magnética dos cartões de crédito – ainda presente nos cartões atuais.

1973 – Os supermercados começam a digitalizar os códigos de barra, outra criação da IBM. Até hoje, os códigos controlam de tudo que compramos…

As logos também mudaram ao longo do tempo, como parte de crescimento de qualquer empresa visionária:

1986 – Os cientistas da IBM Heinrich Rohrer e Gerd Binnig foram premiados com o Prêmio Nobel de Física pela invenção do microscópio de varredura por tunelamento. A empresa tem cinco Prêmios Nobel de Física entre os funcionários.

Mas este ano 2011 – IBM Research revela o supercomputador Watson, máquina avançada de perguntas e respostas, inspirando novas formas de inteligencia artificial. O supercomputador venceu uma competição contra humanos na TV americana e foi escolhido personalidade do ano no Webby Awards.

Estamos aproveitando a oportunidade do nosso centenário para olharmos para frente. Trata-se de um momento mais do que oportuno para definirmos a nossa identidade, caminho e fazer com que o mundo participe de uma discussão importante a respeito do futuro“, destacou Fabiana Galetol, executiva de Comunicação Externa e Brand da IBM Brasil”

IBM Watson
Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta