Do Kwon, da Terraform Labs, desafia a multa de US$ 5,3 bilhões da SEC

0
34

Os advogados de Do Kwon afirmam que o tribunal não deveria conceder qualquer medida cautelar ou restituição e deveria impor no máximo uma multa civil de US$ 1 milhão contra a Terraform Labs.

A batalha legal em curso entre a Terraform Labs, a empresa responsável pela stablecoin algorítmica UST, e a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) continua a se intensificar. No final de março de 2024, um júri de Nova York considerou a Terraform e seu cofundador Do Kwon culpados de fraude na venda de tokens LUNA e UST.

O veredicto abriu caminho para sanções substanciais, com o organismo regulador a pedir uma multa sem precedentes de 5,3 mil milhões de dólares. No entanto, a Terraform Labs recusa-se a cumprir e contesta as acusações, preparando o terreno para uma prolongada batalha legal.

Os advogados da Terraform argumentam que a SEC excedeu a sua autoridade. Eles afirmam que a maioria das vendas de tokens ocorreu fora dos EUA, fora da jurisdição da SEC. Além disso, destacam a falta de provas claras que liguem a atividade limitada da Terraform nos EUA às perdas substanciais dos investidores reivindicadas pela SEC.

Os advogados de Do Kwon afirmam que suas atividades com o Terraform Labs foram conduzidas principalmente na Coreia e em Cingapura. Estes argumentos desafiam a afirmação da SEC de que o trabalho de Kwon teve um impacto significativo nos Estados Unidos. De acordo com a estratégia de defesa legal da Terraform, a SEC não tem autoridade para processar Kwon devido à localização de suas operações.

Contra-oferta de US$ 1 milhão da Terraform Labs para a SEC

Os laboratórios SEC e Terraform têm opiniões diferentes sobre a penalidade por suposta má conduta. A SEC quer uma multa enorme de US$ 5,3 bilhões da Terraform. Eles esperam que isso evite futuras más condutas no mundo criptográfico. Mas a Terraform acha que esse valor é injusto.

Em documentos judiciais, os advogados da Terraform sugeriram que US$ 1 milhão seria uma pena mais razoável. A enorme diferença entre US$ 5,3 bilhões e US$ 1 milhão mostra o quanto os dois lados discordam sobre a alegada má conduta da Terraform.

“O tribunal não deveria conceder qualquer medida cautelar ou restituição e deveria impor no máximo uma multa civil de US$ 1 milhão contra a TFL (Terraform Labs)”, disseram os advogados.

A SEC considera este caso uma oportunidade crucial para proteger os investidores de varejo de práticas enganosas na indústria de criptomoedas. O Diretor Gurbir Grewal destacou as perdas financeiras significativas sofridas pelos investidores devido às ações da Terraform, enfatizando a necessidade de supervisão regulatória.

O impacto do veredicto

Embora a proteção dos investidores seja crucial, alguns especialistas alertam contra multas excessivas que podem impedir a inovação e o crescimento responsável das criptomoedas. Eles defendem uma estratégia mais sutil, equilibrando a proteção do investidor com a promoção do crescimento responsável no cenário criptográfico.

Apesar de o tribunal ainda não ter decidido o valor da multa, este caso influenciará substancialmente independentemente do resultado. Se o Terraform for bem-sucedido, poderá lançar dúvidas sobre a capacidade da SEC de regular o setor criptográfico em rápida transformação. Por outro lado, uma multa pesada fortaleceria o papel de supervisão da SEC e potencialmente diminuiria o interesse dos investidores em certos empreendimentos criptográficos.

próximo

Notícias Altcoin, Notícias sobre criptomoedas, Notícias

Fonte: www.coinspeaker.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here