DCF anuncia aprovação de proposta para melhor liquidez e eficiência na rede Cosmos

0
50

A aprovação da Proposta nº 912 destaca o espírito proativo e inovador da comunidade Cosmos.

A Fundação para a Cooperação Descentralizada (DCF) anunciou a aprovação bem-sucedida da Proposta #912, uma iniciativa transformadora dentro da rede Cosmos, uma rede descentralizada líder de blockchains paralelos independentes, destinada a melhorar a liquidez e a estabilidade económica.

Proposta nº 912: Marco para a Rede Cosmos

Recentemente aprovada pela comunidade Cosmos, a Proposta nº 912 introduz uma estrutura robusta para staking líquido. Esta iniciativa visa permitir que os ativos apostados sejam negociados livremente através de tokens derivados, aumentando assim a liquidez dentro da rede. A aprovação desta proposta ressalta o compromisso da comunidade com a inovação e melhoria contínuas.

O objetivo principal da proposta é otimizar a utilização dos ativos apostados, permitindo a sua liquidez. O staking tradicional envolve o bloqueio de tokens para proteger a rede, o que, embora crucial para a segurança da rede, reduz a liquidez desses ativos. O staking líquido, no entanto, permite que estes ativos apostados sejam utilizados noutras atividades financeiras, melhorando a sua eficiência e liquidez.

Implementação e Fase Inicial

A proposta nº 912 direciona a alocação estratégica de 188.768 ATOM do Cosmos Community Pool para apostas líquidas nas plataformas Stride e Persistence, que deverá aumentar a eficiência do capital em 18%. Esta projeção baseia-se na melhoria da utilidade dos ativos apostados, que agora podem participar em diversas atividades financeiras sem comprometer a segurança da rede. Se esta fase inicial for bem-sucedida, após um piloto de três meses, serão alocados 6% adicionais dos tokens ATOM, elevando o total para 10%.

O papel do token interestável (IST)

No centro da Proposta nº 912 está a utilização estratégica e ampliada do Inter Stable Token (IST), essencial para aumentar a liquidez e manter a estabilidade econômica em toda a rede Cosmos. A proposta especifica o uso de ativos líquidos para cunhar IST do Inter Protocol com um índice de garantia de 500%, com o objetivo de distribuir esses tokens por vários pools de liquidez e trocar metade do IST por USDC. Esses tokens serão fornecidos para plataformas importantes como Osmosis, Astroport, Axelar, Shade Protocol e Quasar Finance, projetadas para gerar um aumento geral estimado na eficiência de 18%.

Compromisso do DCF com a descentralização e a inovação

Ric Shreves, presidente da Fundação para a Cooperação Descentralizada, diz:

“A aprovação da proposta nº 912 é uma prova do compromisso da comunidade Cosmos com a inovação e a governação descentralizada. Estamos orgulhosos de apoiar iniciativas que se alinham com a nossa missão de promover soluções blockchain que sejam acessíveis, eficientes e equitativas.”

Perspectiva futura

A aprovação da Proposta nº 912 destaca o espírito proativo e inovador da comunidade Cosmos. Espera-se que a implementação bem-sucedida desta proposta sirva de exemplo para futuras iniciativas de blockchain, estimulando novas inovações no ecossistema Cosmos. Ao aprofundar a liquidez e aumentar a eficiência do capital, a proposta procura gerar receitas para o pool comunitário do Cosmos Hub e beneficiar todos os participantes do ecossistema.

próximo

Notícias Blockchain, Notícias sobre criptomoedas, Notícias

Fonte: www.coinspeaker.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here