Data Protocol Syntropy é renomeado para Synternet para aprimorar a interoperabilidade da Web 3.0

0
62

A Synternet visa remover as barreiras enfrentadas à acessibilidade de dados através de blockchains, ao mesmo tempo que elimina a necessidade de fontes de dados centralizadas.

O futuro da Web 3.0 está prestes a enfrentar uma revolução quando a Syntropy anunciou sua mudança de marca para Synternet. Notavelmente, o protocolo da camada de dados Web 3.0 fez o anúncio na quarta-feira, afirmando que a reformulação da marca envolveria algumas alterações visuais no logotipo, cor e design do site da plataforma. A Syntropy passa por esse processo porque busca melhorar a movimentação de dados entre blockchains.

Além do código de cores preto e branco, outros recursos avançados que podem trazer novos avanços tecnológicos ao Syntropy serão adicionados ao ecossistema. Segundo Daniel Haudenschild, CEO da Synternet, a mudança é mais do que uma reformulação da marca.

“É uma declaração da nossa visão ousada para o futuro do blockchain. Ao fornecer a infraestrutura de dados para Web3, estamos estabelecendo as bases para uma web descentralizada mais aberta, interoperável e inovadora”, disse o CEO.

Synternet se concentra na interoperabilidade de dados entre blockchains

O lançamento da plataforma visa transformar a movimentação de dados pela internet por meio do blockchain. Ao longo dos anos, a evolução do ecossistema Web 3.0 exigiu a necessidade de interconectividade e interoperabilidade entre vários blockchains. Portanto, muitos protocolos têm construído projetos que podem atender a essa necessidade crescente.

Na semana passada, o projeto Web 3.0 Union Labs anunciou planos de integração com a camada de agregação apoiada pelo Polygon Labs, alias AggLayer. Esta mudança se concentrou em melhorar a interoperabilidade e liquidez da Web3.0 entre cadeias baseadas em Polygon e cadeias centradas em Cosmos.

Da mesma forma, a Synternet visa remover as barreiras enfrentadas pela acessibilidade dos dados através de blockchains, ao mesmo tempo que elimina a necessidade de fontes de dados centralizadas. Essas fontes de dados centralizadas muitas vezes retardam o desenvolvimento do blockchain, bem como sua adoção pelos usuários.

Para a Synternet, seu objetivo de se tornar uma plataforma que conecte cadeias isoladas a blockchains interoperáveis ​​parece estar se concretizando.

Synternet estabelecida como verdadeira L1

Explicitamente, a mudança da marca para Synternet parece estar alinhada com os objetivos da empresa. A plataforma acredita que a sincronia de sua aparência externa com seu progresso tecnológico e visão é crucial para estabelecer a Synternet como uma verdadeira blockchain de Camada 1.

A Synternet afirma que a reformulação da marca lhe dá a capacidade de contribuir para alimentar a infraestrutura de dados que é importante para a criação de um cenário Web 3.0 unificado e combinável. Nos próximos meses, vários desenvolvimentos importantes são esperados da Synternet, conforme prometido pela empresa.

O lançamento do blockchain Synternet na rede principal para facilitar fluxos de dados entre cadeias em tempo real e a estreia de uma ponte de token totalmente operacional entre Ethereum e Cosmos são alguns dos desenvolvimentos esperados na camada de dados da Web 3.0. Esses avanços potenciais fazem parte da fase Mônaco do roteiro do segundo trimestre de 2024 da Synternet.

Vale ressaltar que NOIA, token nativo do Syntropy em poder dos usuários, não será impactado pela mudança de marca. Enquanto isso, nenhuma ação é necessária por parte dos detentores do token NOIA, especialmente porque ele permaneceria operacional na blockchain Ethereum.

próximo

Notícias Blockchain, Notícias sobre criptomoedas, Notícias

Fonte: www.coinspeaker.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here