Quem diz que os jogadores mais experientes não podem continuar sendo decisivos nos primeiros jogos da Copa Libertadores e Sul-americana nas equipes brasileiras presentes? A verdade é que, em quase metade dos gols marcados pelos times brasileiros, esses gols foram feitos por artilheiro com 30 anos ou mais. Ora, certamente que esse dado inesperado acaba provando que os jogadores estão conseguindo durar cada vez mais.

Alguém se lembra do artilheiro Fred, que acabou ficando muito famoso na Copa do Mundo de 2014? A verdade é que, com já 37 anos, o jogador, reconhecido em todo o Brasil, está sendo decisivo na caminhada do Fluminense nas competições da América Latina. Com 8 gols na temporada 2021 até ao momento, Fred não só é o maior artilheiro da história do Brasileirão Série A, com 403 gols, como também promete não ficar somente por esse número.

Desse jeito, e como os dados acabou sendo tudo para as casas de apostas de referência, como o Esporte Bet Brasil, a verdade é que alguns dos artilheiros mais “velhos” acabam sendo dos favoritos para serem os artilheiros do Brasileirão Série A. Assim, jogadores “trintões” como Hulk, Diego Souza ou até mesmo Fred não podem acabar sendo ignorados nessa corrida, que é sempre muito equilibrada e imprevisível.

Artilheiros mais experientes podem ser exemplo para os mais novos?

Sem dúvida que essa força de vontade e de querer se superar, quando já estão em uma fase final da carreira, acaba sendo um exemplo para qualquer jovem jogador que acabem compartilhando o vestiário com esse artilheiro mais experiente. Um dos casos mais falados do momento é claramente o de Hulk que, após uma década de sucessos no futebol europeu, onde não era indiferente para ninguém, decidiu terminar sua carreira no Atlético Mineiro.

Ora, devido a sua força física e potência de remate, muito pouco normal para um jogador de 34 gols, não só Hulk já soma 6 gols em 12 jogos pelo time brasileiro, como também está conseguindo desiquilibrar nos jogos com relativa facilidade. Além disso, o próprio Hulk assume que está tendo um desempenho acima das expectativas, participando em jogos a um nível muito alto.

Tal também está acontecendo com o experiente artilheiro Diego Souza. Após uma passagem pelo Benfica de Jorge Jesus pouco conseguida, o artilheiro de 35 anos em onze jogos, já tem 12 gols, o que acaba sendo uma média superior a um gol por jogo. Sendo a principal referência do futebol do Grêmio, os torcedores estão esperando muito do desempenho do jogador internacional português.

É importante não ignorar os números de Gabigol

Apesar desses artilheiros mais experientes estarem “roubando” um pouco o protagonismo aos jogadores mais jovens e talentosos do futebol brasileiro, é crucial não esquecer que, atualmente, o futebol brasileiro está se deparando com um dos artilheiros mais letais dos últimos anos. Falamos, claro, de Gabigol que, em poucos mais de duas temporadas, já se tornou o maior artilheiro desse século pelo time do Flamengo.

Para além desse fato histórico, de relembrar que Gabigol, em sua primeira temporada, se tornou o maior artilheiro da história de uma edição do Brasileirão Série A, fechando com 38 gols marcados. Já para não falar dos gols decisivos que acabou marcando na Copa Libertadores 2019, onde foi muito decisivo para essa conquista histórica.

Devido a esses fatos, acabam sendo poucos os que não consideram Gabigol um dos jogadores mais importantes e talentosos do futebol brasileiro. Por isso mesmo é que, mesmo com a concorrência feroz de alguns dos artilheiros mais experiente mencionados, Gabigol ainda é o jogador mais provável a terminar como melhor artilheiro da Série A, pelo menos para os sites de apostas e a maioria dos flamenguistas, claro.

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta