USDC Issuer Circle atualiza sua comunidade sobre suas operações de Stablecoin

0
295

Conforme revelado pelo Circle, ele começou a processar seu resgate por meio de um novo parceiro bancário depois que conseguiu acessar os fundos no valor de US$ 3,3 bilhões bloqueados no Silicon Valley Bank.

A Circle, a startup americana por trás da segunda maior stablecoin do mundo, USDC, revelou detalhes sobre sua operação para sua comunidade. Conforme revelado em uma postagem de blog publicada em 14 de março, a Circle disse que retomou suas operações regulares, incluindo os resgates da stablecoin USDC.

A semana anterior marcou um período significativo para a Circle, pois não apenas ficou assustada com o fracasso dos dois principais parceiros bancários do ecossistema de criptomoedas Silvergate Bank e Signature Bank, mas também teve seus fundos vinculados ao Silicon Valley Bank (SVB), que foi fechado pelos reguladores na semana passada.

Os eventos e a falta de acessibilidade aos depósitos do USDC para cumprir os resgates alimentaram um desvinculamento assustador da stablecoin. Para um token projetado para ser indexado 1:1 ao dólar americano, o ativo caiu para US$ 0,8 na semana passada, causando pânico na indústria.

A indústria ainda está se recuperando do depegging da stablecoin TerraUSD (UST), que caiu no ano passado em maio, quando seu algoritmo foi adulterado por atores ainda a serem nomeados. A desvinculação da UST na época alimentou o colapso da stablecoin, que marcou o fim da primeira iteração da dinastia Terraform Labs.

A indústria ficou bastante impressionada com a Circle, pois foi capaz de provocar um retorno rápido para a stablecoin USDC após sua desvinculação. No momento da redação deste artigo, a stablecoin está sendo negociada a um preço à vista de US$ 0,9992, com uma capitalização de mercado de US$ 38,4 bilhões. A rápida recuperação do USDC também pode ser atribuída em parte aos esforços do Center, a coalizão de empresas Web3.0, incluindo a Coinbase Global Inc (NASDAQ: COIN), que está apoiando ativamente o ecossistema stablecoin.

Círculo e o novo caminho bancário do USDC

Conforme revelado pelo Circle, ele começou a processar seu resgate por meio de um novo parceiro bancário depois que conseguiu acessar os fundos no valor de US$ 3,3 bilhões bloqueados no Silicon Valley Bank.

“Desde as falências do Signature Bank e do Silvergate Bank, nossos principais parceiros bancários de transações, nossas equipes têm trabalhado sem parar para restaurar as operações de liquidez do USDC, inclusive trazendo novos parceiros bancários de transações”, diz a atualização da empresa: “Começamos a processar a cunhagem e pedidos de resgate na manhã de segunda-feira, 13 de março, quando o sistema bancário dos EUA foi reaberto, e atualmente estamos trabalhando com o acúmulo.

De acordo com a Circle, a maioria de suas reservas em USDC mantidas em dinheiro agora estão domiciliadas no Bank of New York Mellon Corp (NYSE: BK). Embora tenha confirmado que ainda está em busca de parceiros bancários confiáveis, a empresa disse que a maior parte de sua reserva é mantida em investimentos altamente líquidos.

“A maior parte da reserva é investida no Circle Reserve Fund, administrado pela BlackRock e custodiado no BNYM, que é composto principalmente por títulos do Tesouro dos EUA de curto prazo”, afirmou.

próximo

Altcoin News, Blockchain News, Cryptocurrency news, News

Benjamin Godfrey é um entusiasta de blockchain e jornalistas que gostam de escrever sobre as aplicações da vida real da tecnologia blockchain e inovações para impulsionar a aceitação geral e a integração mundial da tecnologia emergente. Seu desejo de educar as pessoas sobre criptomoedas inspira suas contribuições para mídias e sites renomados baseados em blockchain. Benjamin Godfrey é um amante dos esportes e da agricultura.

Fonte: www.coinspeaker.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here