Terraform Labs enfrenta julgamento em Nova York em meio a alegações de fraude civil vinculadas ao colapso do TerraUSD

0
42

O teste Terraform tem implicações significativas para a indústria de criptografia. Uma vitória da SEC solidificaria sua autoridade para regular as criptomoedas consideradas títulos.

As consequências do colapso do TerraUSD em 2022 permanecem enquanto o Terraform Labs, a organização por trás do stablecoin algorítmico, enfrenta um julgamento de fraude civil em Nova York hoje, 25 de março de 2024, de acordo com a Bloomberg. Terraform Labs e seu fundador, Do Kwon, são acusados ​​​​pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) de enganar os investidores em relação à estabilidade do TerraUSD e de seu token companheiro Luna.

A SEC alega que, sob a supervisão de Kwon, o Terraform Labs se envolveu em um esquema enganoso, resultando no colapso surpreendente do UST e de seu token vinculado Luna em maio de 2022. A alegação afirma que Kwon, e Terraform promoveu falsamente o UST como uma stablecoin indexada 1:1 a o dólar americano, não revelando detalhes vitais sobre o seu mecanismo algorítmico e alegadas intervenções secretas para sustentar a paridade.

A quebra da UST e da Luna devastou os mercados de criptografia, destruindo mais de US$ 40 bilhões dos cofres dos investidores, indicam dados da SEC. Além disso, o resultado catalisou um efeito dominó, resultando na declaração de falência de inúmeras empresas de criptografia durante o turbulento ano fiscal de 2022.

O desafio sem precedentes da SEC no caso de Kwon

A SEC enfrenta um desafio distinto neste caso civil. Normalmente, os processos criminais têm precedência sobre os processos civis. No entanto, a batalha de extradição em curso envolvendo Kwon exige um processo civil da SEC, uma vez que um julgamento criminal nos EUA não pode começar até à sua extradição. Consequentemente, esta situação excepcional obriga a SEC a prosseguir com o processo civil, apesar de potencialmente não ter a presença de uma figura-chave.

A Securities Exchange Commission se esforça para proibir a Terraform e a Kwon de possíveis violações dos regulamentos de valores mobiliários. Procuram intervenção legal, sanções monetárias e restauração de supostos ganhos ilícitos. Por outro lado, a Terraform afirma a sua inocência, condenando o “zelo ilimitado” da SEC em relação à supervisão das criptomoedas.

A questão central do teste centra-se na categorização das criptomoedas da Terraform como títulos e na alegada estabilidade da UST. A Terraform afirma que suas ofertas não se qualificam como títulos, isentando-as da supervisão da SEC. No entanto, o juiz presidente decidiu a favor da SEC em relação à classificação dos títulos, cabendo ao júri determinar a veracidade das afirmações da Terraform em relação à estabilidade da UST.

Outro ponto de discórdia é em relação à Jump Trading, uma empresa de Chicago que ajudou secretamente a apoiar a UST um ano antes de falir. A SEC quer mostrar mensagens de texto entre executivos da Terraform falando sobre um evento de “depeg” em maio de 2021, quando a UST saiu de sua indexação ao dólar. Essas mensagens supostamente mostram o Terraform admitindo o Jump Trading envolvido para estabilizar o UST.

Julgamento da SEC coloca o futuro da Terraform Labs em jogo

O teste Terraform tem implicações significativas para a indústria de criptografia. Uma vitória da SEC solidificaria sua autoridade para regular as criptomoedas consideradas títulos. Embora o destino de Do Kwon permaneça incerto, este teste destaca os riscos inerentes às stablecoins algorítmicas e às contínuas disputas regulatórias no cenário das criptomoedas.

O litígio da SEC também incluirá depoimentos de denunciantes, abrangendo um executivo da Jump e o diretor de produtos do aplicativo de pagamento Chai, cujas contas buscam estabelecer que Terraform e Kwon enganaram deliberadamente os investidores.

O julgamento, com duração mínima de duas semanas, coincidirá com o recebimento do veredicto de sentença criminal por Bankman-Fried, da FTX, na quinta-feira. Os promotores solicitaram ao juiz um período potencial de encarceramento de 50 anos para o jovem de 32 anos. Por outro lado, sua equipe jurídica solicitou uma pena consideravelmente reduzida de 6 anos e meio de sentença.

próximo

Notícias Altcoin, Notícias sobre criptomoedas, Notícias

Fonte: www.coinspeaker.com

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta