Nvidia atrasa lançamento de chip AI para a China em meio a desafios de conformidade de exportação, ações da NVDA caem 1%

0
142

A Nvidia também está trabalhando em outros dois chips, o L20 e o L2, para o mercado chinês. Segundo reportagem da Reuters, um dos chips, o L20, não enfrenta atrasos e deve ser lançado de acordo com o cronograma original.

Nvidia Corp (NASDAQ: NVDA), gigante de chips de IA com sede na Califórnia, notificou seus clientes chineses sobre um atraso no lançamento de seu novo chip de inteligência artificial, H20, projetado para cumprir as últimas regulamentações de exportação dos Estados Unidos, informou a Reuters na sexta-feira , citando duas fontes familiarizadas com o assunto.

As regras de exportação mais rígidas do país já restringiram a Nvidia de enviar alguns de seus produtos avançados para a China, incluindo os chips AI A800 e H800. Em resposta, a empresa introduziu alternativas na forma do A800 e do H800 em novembro de 2022, especificamente adaptadas para clientes chineses.

Agora, a gigante tecnológica está a desenvolver três chips adicionais, incluindo o H20, apontado como o mais poderoso entre os três chips e concebido explicitamente para o mercado chinês, em conformidade com as novas regras de exportação dos EUA.

Atraso no lançamento

Segundo a Reuters, a empresa atrasou o lançamento do produto para seus clientes chineses. A estreia do chip estava inicialmente prevista para 16 de novembro. No entanto, o lançamento foi remarcado para o primeiro trimestre do ano seguinte, com um prazo potencial em fevereiro ou março. O atraso poderá complicar os esforços da empresa para manter a quota de mercado na região, onde enfrenta forte concorrência de intervenientes locais como a Huawei.

Pessoas familiarizadas com o assunto citaram atrasos causados ​​por problemas que os fabricantes de servidores enfrentam ao integrar o semicondutor em seus produtos.

A Nvidia também está trabalhando em outros dois chips, o L20 e o L2, para o mercado chinês. Segundo reportagem da Reuters, um dos chips, o L20, não enfrenta atrasos e deve ser lançado de acordo com o cronograma original. No entanto, detalhes sobre o status do L2 permanecem não divulgados.

Todas essas notícias não parecem ser muito inspiradoras para os investidores, o que resulta na queda do preço das ações. As ações do NVDA caíram 1,16%, sendo negociadas a US$ 481,49.

Graphcore sai do mercado chinês

Enquanto a Nvidia adapta os seus chips de IA para cumprir as novas regras de exportação dos EUA para o mercado chinês, o seu concorrente com sede no Reino Unido, Graphcore, decidiu estrategicamente sair do mercado chinês. A empresa está a retirar-se do mercado chinês e a despedir uma parte significativa da sua força de trabalho.

Um porta-voz da Graphcore confirmou a decisão, atribuindo-a diretamente aos recentes controles de exportação dos EUA que impõem restrições à venda de tecnologia à China.

Numa declaração enviada por e-mail, o porta-voz lamentou a necessidade de reduzir as operações comerciais na China, mas não revelou o número exato de funcionários afetados pela decisão.

“Em outros lugares, a necessidade de computação de IA continua a aumentar, e a Graphcore está trabalhando com clientes em todo o mundo para atender sua demanda por uma alternativa poderosa e econômica às GPUs”, disse o porta-voz da Graphcore, referindo-se aos poderosos chips gráficos que a Nvidia e outros fazem.

próximo

Inteligência Artificial, Notícias de Negócios, Notícias de Mercado, Notícias, Ações

Fonte: www.coinspeaker.com

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta