Uma função secundária para o teclado é proteger o equipamento contra danos caso você derrube café ou outras bebidas sobre ele. Desde que a quantidade de líquido não seja muito grande e você seja rápido, o mais provável é que o líquido encharque o teclado e escorra para fora, sem atingir os componentes internos.

O grande problema é que o açúcar e outros resíduos farão com que as teclas fiquem pegajosas ou deixem de dar contato. Você tem então a opção de trocar o teclado inteiro, ou tentar limpar a sujeira.

Em quase todos os notebooks, o teclado é o componente mais acessível. Para chegar até ele, basta remover o protetor do teclado (preso por alguns parafusos e um punhado de encaixes) e removê-lo prestando atenção com a trava do cabo flat:

Os teclados de notebook seguem o mesmo princípio de funcionamento dos teclados de desktop, com uma folha flexível contendo as trilhas e membranas que registram as teclas. As teclas são presas por um par de presilhas (quase todos os modelos atuais utilizam o mesmo sistema, com duas presilhas em X) e são apenas encaixadas. Basta puxar com cuidado usando uma pinça ou chave pequena e tanto a tecla quanto o suporte se soltam com facilidade:

Embora seja perfeitamente possível remover todas as teclas para limpar o melado deixado por um refrigerante, por exemplo, isso seria trabalhoso demais. O melhor nesses casos é remover o teclado e lavá-lo em água corrente, usando um pouco de sabão neutro e uma escova pequena e deixando-o secar bem no sol (a base do teclado é feita de alumínio e as teclas de plástico, por isso a oxidação é raramente um problema). Feita a limpeza geral, você pode remover e limpar individualmente apenas as teclas que ainda estiverem pegajosas.

Caso o dono tecla perdido alguma tecla, uma opção rápida é simplesmente substituí-la por outra que não seja usada (como a tecla Alt esquerda), ou por uma tecla roubada de outro teclado similar. É possível também comprar teclas individuais no http://www.laptopkey.com/ (US$ 5 por tecla e mais US$ 4 de envio), o que permite manter o teclado completo.

Diferente das teclas e presilhas, a membrana é colada ao encaixe, por isso é muito raro que ela caia. De qualquer maneira, é possível remover a membrana com muito cuidado usando um estilete e colá-la em outra tecla usando um pouco (bem pouco!) de epoxy ou super bonder.

Embora não exista um formato universal para teclados em notebooks, o fato de a produção ser dominada por um punhado de fabricantes (cuja produção é revendida sob as inúmeras marcas que temos no mercado) faz com que seja relativamente fácil encontrar teclados de reposição, já que cada um tende a usar alguns poucos modelos de teclados diferentes.

Teclados novos de reposição são relativamente caros, normalmente custando a partir de US$ 70 no exterior (em lojas como a http://www.notebooksolutions.ca, que vendem teclados novos) ou R$ 200 no Brasil.

Entretanto, você pode quase sempre encontrar ofertas de teclados usados a preços mais baixos nos sites de leilão. Não é incomum encontrar teclados no Ebay por US$ 20 com envio internacional grátis (via carta). O motivo para os preços baixos é simples: praticamente qualquer notebook sucateado tem o teclado intacto e a demanda por teclados de reposição é pequeno em relação a telas, HDs, baterias ou mesmo placas-mãe.

Você pode encontrar alguns teclados de reposição também em lojas de consumo como a dealextreme.com. Elas oferecem apenas alguns poucos modelos, mas como trabalham com grandes volumes, acabam também oferecendo preços baixos.

Você pode confirmar a compatibilidade dos teclados em relação a outros modelos fazendo uma pesquisa rápida pelo part number. O P/N 90.4C507.S1D da Acer, por exemplo é usado em uma enorme lista de modelos dentro das séries 3050, 3660, 3680, 5050, 5070 e 5600.

Existe também compatibilidade entre teclados de diferentes layouts dentro do mesmo modelo. O 90.4C507.S1D (US) é perfeitamente compatível com o 99.N5982.C1B (a versão ABNT2), por exemplo. A disposição das teclas pode ser diferente, mas a interface e os keycodes são os mesmos, o que permite que você substitua uma teclado pelo outro da mesma maneira que trocaria o teclado em um desktop. Basta trocar o layout na configuração do sistema:

Como pode imaginar, você pode trocar o teclado de um notebook US por um ABNT2 para ficar com o teclado em português, desde que consiga encontrar um à venda por um preço aceitável.

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta