Se as criptomoedas são um espaço inexplorado para você, mas você ouviu dizer que pode ganhar um bom dinheiro com a troca de criptomoedas, algumas dicas serão úteis. Diremos a você por que os investimentos em criptomoedas são perigosos, como escolher um ativo e por onde começar.

Vale a pena investir em criptomoedas?

As criptomoedas são consideradas um dos melhores veículos de investimento atualmente. Porque isso é assim? Aumento de valor. A maioria das moedas está caindo rapidamente e muitos recorrem a criptomoedas em busca de maneiras de proteger seu capital. As criptomoedas são baseadas em soluções incríveis que permitem que a moeda seja usada em qualquer lugar do mundo – a menos, é claro, que o governo decida bani-la. Desde o início do Bitcoin, os investidores se beneficiaram bastante com o aumento do seu preço.

Quais são os riscos?

Antes de investir, é melhor esclarecer algumas perguntas: Isso é uma bolha? Alguns especialistas acreditam que as criptomoedas são uma bolha e que não passarão no teste do tempo. Os investidores financeiros tradicionais parecem pensar que, uma vez que as moedas digitais não têm lastro e são bastante voláteis, não serão capazes de competir com o dinheiro tradicional e, portanto, nunca o substituirão:

· Volatilidade. Com grandes saltos no valor, um investidor que já ganhou muito dinheiro pode perdê-lo da noite para o dia. Como ilustração, você pode observar o preço do bitcoin nos últimos três meses.

· Riscos legais. Nem todos os países do mundo reconhecem oficialmente as moedas digitais, ou seja, você pode enfrentar o fato de que em alguns países é impossível abrir uma carteira de criptomoeda ou pagar em uma loja.

Além disso, se você ganhar dinheiro em criptomoedas, poderá enfrentar dificuldades ao declarar impostos, pois na maioria dos países os governos ainda não desenvolveram regras adequadas.

Em quais criptomoedas você deve investir?

Esta é uma pergunta difícil, pois há muitos fatores a serem considerados. Vamos considerar os principais:

1.   Prevalência.

2.   Portabilidade.

3.   Segurança.

Os mais comuns são: Bitcoin. Até agora, o bitcoin (Bitcoin) continua sendo a criptomoeda mais valiosa com um alto retorno sobre o investimento. No entanto, conforme mencionado anteriormente, não é imune à alta volatilidade. Ether. Ether (ETH/USD) é a segunda maior moeda digital em valor de mercado e preço. Litecoin. Litecoin (LTC/USD) é uma das criptomoedas mais estáveis, e os traders costumam chamá-la de principal ativo de hedge desse mercado, embora também tenha sido influenciado pelas notícias sobre a proibição da OIC na China.

Por onde começar a investir em criptomoedas?

 Decida no que você deseja investir. Como existem mais de mil criptomoedas, essa escolha é muito importante.

1. Reserve seu investimento. Qualquer investimento requer planejamento, então você deve decidir quanto deseja investir em criptoassets e com que frequência – semanal ou mensalmente. Reserve o valor destinado para essa finalidade e espere uma boa oportunidade.

2. Crie uma carteira. O endereço dessa carteira permite que você solicite e receba moedas compradas. Existem diferentes tipos de carteiras – cada criptomoeda tem sua própria.

3. Cadastre-se na bolsa. A negociação ocorre em bolsas, e existem muitas delas. Compre sua criptomoeda escolhida. Agora, depois de criar uma conta na bolsa, é hora de comprar. Se você não tiver certeza de como fazer isso, entre em contato com a equipe de suporte e eles ficarão felizes em ajudá-lo.

4. Transfira moedas para armazenamento offline. O armazenamento offline permite que você proteja fundos contra hackers.

Observe que investir em criptomoedas é considerado arriscado e você terá que fazer sua própria pesquisa antes de decidir.

Receba nossas atualizações
Fique por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia!

Deixe uma resposta